skip to Main Content
VENDA CASADA É CRIME

VENDA CASADA É CRIME

VENDA CASADA NOS BANCOS

É comum, em algum momento de nossas vidas, passarmos por apertos financeiros. E é exatamente nessa hora que precisamos de ajuda para saldarmos nossas dívidas. Então, logo vem à cabeça pedir um empréstimo bancário. O consumidor, necessitando desse pequeno auxílio, comparece ao banco e, com surpresa, recebe a informação de que a condição para receber o dinheiro é adquirir um outro produto. 

Algumas dessas operações são bem conhecidas. Um exemplo é a exigência, na abertura de conta corrente, da aquisição de seguro residencial ou de vida, da previdência privada e, a mais comum, a da capitalização, com promessas de prêmios mensais.  Essa prática, porém, é ilegal e é denominada VENDA CASADA, sendo, além de vedada pelo Código de Defesa do Consumidor, tipificada como crime contra a economia popular. 

O consumidor, quando busca dinheiro emprestado, não pensa em arcar com mais uma dívida. Certamente já se encontra em uma situação financeira delicada. Há casos, inclusive, em que a instituição financeira, no ato do depósito do valor emprestado, deduz automaticamente o valor referente à capitalização. Existem ainda episódios extremos, nos quais os bancos impõem até mesmo a contratação de seguro residencial para cliente que sequer casa tem. 

Aquele consumidor que pagou, ou que ainda vem pagando, por alguns desses produtos empurrados “goela a baixo”, pode e deve requerer a restituição na justiça. 

 

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top